Dores nas mandíbulas ao acordar podem indicar um problema bastante comum e que merece atenção: o bruxismo. O hábito de ranger os dentes enquanto dorme já atinge 30% da população mundial e, por ser algo involuntário que se faz enquanto está dormindo, muitas delas nem sabem. Apesar das dores faciais e de cabeça estarem entre seus sintomas, o bruxismo pode passar facilmente despercebido. Ainda que não seja um distúrbio perigoso, requer atenção, já que pode trazer lesões permanentes nos dentes se não for tratado. Entre as principais causas do problema, estão a tensão, estresse e a ansiedade, o que explica o fato do problema estar crescendo cada vez mais, já que é “normal” levarmos uma vida extremamente agitada.

 

Hoje, o tratamento do bruxismo é mais focado em diminuir a dor, caso ela exista, e também minimizar o impacto causado pela fricção nos dentes, com o uso de protetores ou aparelhos que são feitos sob medida. Não existem evidências científicas de como evitar esse distúrbio, mas, se a raiz do problema está vindo do estresse diário, a principal forma de driblá-lo, é mudar o estilo de vida. É importante relaxar, escutar músicas tranquilas, buscar técnicas de respiração, dormir bem e, caso esse conjunto não esteja funcionando, procurar fazer terapias específicas para o alívio da ansiedade e estresse.