Às vezes, na rotina tão corrida, é difícil tirar um tempo para descansar - quem dirá ter uma noite bem dormida. Mas e se te contarmos que a sua produtividade depende diretamente do seu sono? Entenda melhor e ainda veja como conseguir desligar para relaxar fora do expediente

 

O equilíbrio é um dos segredos para se viver bem. Principalmente quando o assunto é vida pessoal e profissional. Mas nem sempre é fácil fazer com que essas duas áreas estejam alinhadas na balança. No final, o trabalho acaba pesando mais. E tudo é ainda mais intensificado pela facilidade de acesso à informações do escritório pelo celular, que acaba ganhando um espaço nos preciosos almoços e jantares de família, durante um filme, antes de dormir, nas conexões e relacionamentos. Essa alta dosagem de informações, por mais apaixonado que você seja pelo que faz, pode ser prejudicar mais do que ajudar, causando estresse, desgaste, ansiedade e, consequentemente, um impacto negativo na produtividade.

 


O sono e produtividade não possuem uma relação soma zero e sim simbiótica. Para contextualizar, a Zissou separou alguns dados interessantes sobre a importância do sono e descanso para a sua produtividade e ainda algumas dicas para ajudar você desligar do trabalho quando o expediente termina. Confira e relaxe!

 

Equilíbrio entre sono e produtividade

 

O SONO COMO UM COMBUSTÍVEL

 

Passar noites em claro, para muita gente, acabou se tornando algo cool. Quanto mais tempo acordado, mais trabalho, mais rendimento, mais imbatível, mais sexy. Se você também pensa - ou pensava - dessa forma, saiba que na prática não funciona bem assim. E muito pelo contrário. De acordo com um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Cambridge com 21 mil funcionários de empresas que participavam do concurso para eleger a empresa mais saudável da Grã-Bretanha, a falta de sono interfere diretamente na produtividade. Diferente de uma série de fatores que geralmente consideramos muito mais negativos, como o consumo de álcool, tabagismo e alimentação inadequada, poucas horas de sono, ou seja, menos de seis horas, afetaram de forma bem mais intensa a rotina de trabalho dos entrevistados no dia seguinte.

 

Veja alguns números sobre o assunto:

 

.10% dos trabalhadores brasileiros sofrem de insônia crônica.

.Um estudo apontou que 69% dos brasileiros avalia seu sono como insatisfatório ou ruim.

.15 a 20% dos trabalhadores tem um ou mais transtornos de sono.

.A insônia aumenta em 7 vezes o risco de acidentes de trabalho.

.Dormir mal pode aumentar em 2,5 vezes o risco de acidentes de trânsito.

.A privação de sono gera um prejuízo anual de 680 bilhões nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Alemanha e Japão.

.Um estudo da Harvard Medical School mostrou que 250 mil condutores dormem ao volante por dia nos Estados Unidos.

 

O SONO PROMOVE A MANUTENÇÃO DIÁRIA DO CORPO

 

Enquanto dormimos, os músculos se regeneram, os batimentos cardíacos ficam mais lentos, o fluxo sanguíneo melhora e alguns hormônios importantes são produzidos, como a leptina, que controla a saciedade, serotonina, responsável pelo prazer, e o GH, encarregado pelo crescimento, mas que também tem participação na manutenção do tônus muscular e desempenho físico. Como se todos esses sintomas já não bastassem, nossa mente também é muito influenciada pela privação de sono, prejudicando a atenção e trazendo dificuldade para se manter alerta, desmotivação, redução da capacidade mental, indisposição e fadiga. Dormir pouco ainda é um fator de estresse para o organismo, que vê tudo isso como uma não-adaptação e reage com a liberação de hormônios que causam ansiedade e, claro, muito mau humor. Uma combinação que afeta em cheio os seus resultados profissionais.

 

Mas tudo isso não para por aí: o sono ainda é um incubador de criatividade. No estágio REM, que é quando sonhamos, acontece uma alquimia de informações, juntando todas as nossas memórias e permitindo que tenhamos novos pontos de vista ao acordarmos. Aquela verdadeira sensação de que um problema que parecia insolucionável no dia anterior fica muito mais fácil depois que acordamos bem. Em resumo, depois de descansado você poderá ver tudo que o cerca de forma mais clara, aumentando a capacidade de ter ideias originais e qualquer bloqueio criativo passar longe.

 

MAS AFINAL, COMO RELAXAR?

 

Está convencido de que definitivamente você precisa se desligar da agitação do ambiente de trabalho e, principalmente, dormir? Então é hora de ver algumas dicas especiais para conseguir descansar nos momentos em que estiver fora do expediente. Confira!

 

1 - Tenha seus momentos de descanso

Folgas, feriados, finais de semana e férias, apesar de serem aparentemente muito bons, são um verdadeiro pesadelo para várias pessoas. O fato de não poder saber o que está acontecendo na empresa em tempo real e a sensação de que está sempre perdendo algo importante acaba tirando a paz de muita gente por aí. Mas isso pode - e deve - mudar, afinal momentos de descanso não são essenciais “apenas” para sua saúde física e mental, mas também revigoram, aumentam a capacidade criativa, devolvem a disposição e possibilitam que você volte com muito mais energia para começar novos projetos. Por isso, é importante que, quando folgar, tire o foco das preocupações que ficaram no trabalho. Evite checar os e-mails o tempo todo, principalmente antes de deitar. Vá aumentando o período que consegue ficar sem acessá-los, até que perceberá aos poucos que outras pessoas também podem resolver o que ficou para trás e no final tudo dará certo. Nesses dias, dedique-se a conhecer lugares novos e programe-se para atividades diferentes. Isso ajudará a ocupar a mente e afastar as preocupações.

 

2 - Desconectando-se do mundo

Os smartphones se tornaram quase que indispensáveis em nosso dia a dia. Porém, se você tem sentido dificuldade de relaxar e deixar as preocupações do trabalho nos momentos de descanso, é bom repensar o uso desse aparelho. Lembre-se que há um tempo sobrevivíamos sem ele tranquilamente e verá que não é tão essencial assim. Tente desapegar, controlando a vontade de estar sempre dando uma olhadinha para ver se não chegou uma mensagem. O mundo não vai acabar porque você optou por estar por alguns momentos desconectado.

 

3 - Aqui o trabalho não entra

Pense no seu espaço favorito dentro da sua casa, aquele cantinho especial que te remeta a relaxamento e tranquilidade - como o seu quarto, por exemplo. A partir de agora esse será o seu local sagrado, ou seja, quando estiver ali, não poderá pensar em trabalho. Toda vez que sua mente estiver fugindo do propósito de se desprender das preocupações e estiver ficando agitada, você deve ir até lá e se acalmar, inspirando e expirando bem devagar. Logo você verá que automaticamente ficará habituado a relacionar aquele espaço à calma e a tranquilidade, espantando os pensamentos intrusos.

 

Inspire, respire

 

4 - Faça o que te faz feliz

Assim como no lado profissional, a vida pessoal também precisa de prioridades. Não espere sobrar um tempo para fazer algo que dê prazer, pois na rotina atribulada é normal que nunca sobre tempo. Então você precisa criá-lo. Assim como tem uma agenda no trabalho, aplique isso em suas horas de lazer. Tenha sua hora para praticar um esporte, meditar, praticar yoga, cuidar das plantas, passear com o cachorro, ler um livro, dedicar-se a uma atividade voluntária, ir à uma galeria de arte, cozinhar, tomar um café com um amigo, visitar um familiar, descobrir um novo hobbie. O que importa é fazer algo por você. Não importa o que seja, mas se envolva com outras coisas que tragam paz e façam com que sua mente fique longe do universo corporativo.

 

5 - Aproveite o seu momento

Para viver de forma plena, você precisa aproveitar cada momento. Então, não adianta tentar seguir qualquer uma das dicas acima sem elencar suas prioridades. E cada uma tem o seu tempo certo. No trabalho, você foca suas energias em ter boas ideias, ser produtivo, alcançar objetivos, entregar suas demandas no tempo correto. Agora, quando sai do escritório, da mesma maneira sua atenção deve se voltar para outras atividades. Seja apreciar lentamente um café, fazer uma corrida intensa, criar uma nova receita, envolver-se com a história de uma série. Nada melhor do que se perder no tempo fazendo algo realmente prazeroso.

 

Dito isso, é hora de colocar esse novos hábitos em prática hoje mesmo e aproveitar bem seus momentos de descanso. Eles são importantíssimos para que você se recupere e volte muito mais disposto para o trabalho, pronto para qualquer novo desafio.

 

E por falar em descanso, você já sabe que, além dos momentos de descontração, uma noite bem dormida também é essencial para ficar revigorado, não é mesmo? Para isso, é essencial que se tenha um bom colchão. Se esse não é o seu caso e você está em busca de um novinho em folha para ter uma ótima noite de sono, não perca mais tempo procurando o tipo de colchão ideal.


A Zissou trabalha com um único modelo em 5 tamanhos diferentes - solteiro, solteiro especial, casal, queen e king. E por que um único tipo? Porque a composição do Colchão Zissou é resultado de muitos testes e pesquisas, chegando a um resultado único, com 3 camadas pensadas especialmente para nosso clima e estilo de vida. E tem mais: ele é bed in a box, ou seja, vem enroladinho dentro de uma caixa, facilitando o transporte e reduzindo os custos com frete. Ficou curioso e quer conhecer mais? Então clique aqui ou visite a Casa Zissou, que fica na Rua Dr. Melo Alves, 383, Jardins. Agora, se você ficou com ainda está com dúvidas sobre comprar um colchão pela internet, não deixe de conferir o conteúdo que fizemos sobre o assunto e explicamos melhor sobre os 100 dias de experimentação e redefina sua relação com o sono. ;)