Redefina sua Relação com o Sono

Bruxismo: o que é e como ele afeta a sua qualidade de vida

Dores nas mandíbulas ao acordar podem indicar um problema bastante comum e que merece atenção: o bruxismo. O hábito de ranger os dentes enquanto dorme já atinge 30% da população mundial e, por ser algo involuntário que se faz enquanto está dormindo, muitas delas nem sabem. Apesar das dores faciais e de cabeça estarem entre seus sintomas, o bruxismo pode passar facilmente despercebido.

Apneia do sono: o que é e como ela afeta a sua qualidade de vida

Quem tem apneia do sono pode não perceber que tem o problema, mas certamente o parceiro já o identificou por sua principal característica: o ronco. Mais do que um incômodo “sonoro”, a apneia merece a atenção por, como o nome já diz, interromper a respiração enquanto dorme. E o número pode ser assustador: quem tem esse distúrbio pode ficar sem respirar até 30 vezes por hora durante o sono, tudo isso sem que essa pessoa esteja ciente do que está acontecendo.

Sonambulismo: o que é e como ele afeta a sua qualidade de vida

Alguém já disse que você fala, anda ou come enquanto dorme? Então pode ser que o seu caso seja sonambulismo. Mas fique calmo! Apesar de ser uma condição um pouco estranha, ela geralmente é inofensiva. Diferente do que muitos pensam, os episódios de sonambulismo não acontecem durante o estágio REM, que é quando sonhamos, mas no estágio mais profundo do sono não-sonhador, o NREM. Então, ao acordar alguém em um episódio de sonambulismo, ele raramente irá lembrar-se de algo que tenha relação com sonhos ou experiências mentais.

Narcolepsia: o que é e como ela afeta a sua qualidade de vida

Você já ouviu falar em narcolepsia? É um distúrbio neurológico que tem entre os principais sintomas o sono excessivo durante o dia. Mas, antes que você pense que pode estar sendo acometido por esse mal, saiba que é improvável. Essa vontade intensa de dormir, que equivale a sonolência de ficar acordado por três ou quatro dias seguidos, atinge uma em cada duas mil pessoas, ou seja, a mesma quantidade que esclerose múltipla, por exemplo. As origens dessa doença estão no sistema nervoso central e começa a aparecer geralmente entre os 10 e 20 anos. Sua origem tem relação com a genética, mas não é herdada, mas uma mutação.

« Anterior 1 2 3 4